Circo

Olavo Campos

Esperas alma que te faça plena

De vida pura, por Deus arquitetada

Mas estando ele com a criatividade atravancada

Não mandou o ator que lhe completa a cena

Mas Deus trabalha em tudo a todo instante

E ouve o desejo que do peito desaporta

E escrevendo certo em linhas tortas

Lhe manda, não ator, mas figurante

Que figura em seus dias não passados

tentando em vão ser mais que lenda

Na vida de mil versos mal lembrados.

E neste show sem nenhuma entrada a venda

Se és jaula, sou o tigre enclausurado,

Se sou palhaço, afirmo enfim que és a tenda.

Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s