Soneto para Mariana

Depois de longa temporada afastado dos escritos, por motivos, ora fúteis, ora profissionais, retorno hoje postando aqui um soneto que fiz sob encomenda.

Então lá vai:
Soneto para Mariana
Olavo Campos
Quando penso no meu canto em Mariana,
Vejo o céu e o jardim ser parecido
com seu encanto, e o primor florido,
em sua blusa em meu olho que te ama.
E ao ouvir sua boca quando chama
O meu nome, ao seu lado vou corrido
E sinto no peito um alarido
Para atender seu pedido que me clama.
E vejo, em mim, arder a chama
Que me leva veloz ao seu chamado
e mesmo não estando preparado
presente estarei sempre ao seu lado
Pois já sinto o meu peito completado
e, sem ti, tudo é lágrima, tudo é lama.
Anúncios
Esse post foi publicado em Poesia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s