Lixo (ou A vida do Guarda Napo)

Olavo Campos


  De novo emerge um estado de putrefação junto à sede de prazer que não teremos. A cama revirada, a vida revirada e a ânsia dividia entre a estupidez particular e o lixo da cozinha.
  Quisera por vezes ser menos podre, e até atingiu tal objetivo, mas sendo lixo era bem mais feliz. Não há quem não se ocupe do lixo. Não á quem não se ocupe do fétido odor que dele se desprende. Mesmo que não o aceitem ou lhe deem salvas de boas vindas, todos lhe dão imerecida atenção.
  Decidiram por ele que a reciclagem era mais que necessária. Que felicidade! todos lhe olhavam, cuidavam, lavavam, amassavam, secavam, rolavam, quaravam, lavavam de novo. Escorriam e se orgulhavam tanto do resultado que o deixavam mais uma vez sem atenção.
  BOSTA! Para o diabo com a reciclagem, não o processo, mas o resultado que lhe deixava mais uma vez sem a companhia sequer das traças, apreciadoras de tecidos e papéis ligeiramente mais novos.
  Era lixo, mas tinha seu "Que" de maníaco-depressivo, adorava voar lixeira afora quando uma brisa tocava-lhe o corpo ou rolar pelo escritório quando o mascote da família lhe tombava a residência. Seu prazer era estar no caminho de alguém. Ocupando, sujando, sujando-se… Até começar a feder e, novamente, ter atenção irrestrita… E vamos à grande metamorfose da reciclagem…
  Começou como um guardanapo, era um oficial muito respeitado o guarda Napo, vigilante sanitário eficiente, o responsável pela higiene de bocas, mãos, mesas e narizes de toda família (não que se orgulhasse muito desta última parte, mas era necessário). Considerava-se muito sedutor e, realmente, tocou muitas bocas em sua primeira jornada. mas a verdade é que sempre retornaria à sua condição de lixo.
Anúncios
Esse post foi publicado em Conto. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Lixo (ou A vida do Guarda Napo)

  1. Juliana disse:

    Incrível! Se o autor me permitir colocarei no meu blog também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s