“Neminem Laedere”

Nos primórdios da filosofia, Sócrates afirmava que o homem era bom por natureza e que, para assim ser, todo o necessário era o homem conhecer o bem e ter consciencia dele. Segundo Sócrates, o homem que conhece o bem tende a práticá-lo à sua maneira.

Analisando o histórico da humanidade podemos hoje perceber, talvez pela maior amplitude de documentação da natureza humana, que o “bicho-homem” não é tão nobre assim. Existe um termo romano chamado Neminem Laedere, que define como característica particular do ser humano, o não querer causar dano ao próximo, visto o seu desejo “egoísta” de que o dano não seja causado contra ele próprio. E mesmo que a palavra “egoísta” tenha sido acrescentada na definição do termo por este autor que vos subscreve, é visivel que não desqualifica em nada a idéia proposta.

Eita “Serzinho” desprezivel o tal do homem

Anúncios
Esse post foi publicado em Comportamento. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s